Simbologias no Corpo Humano – “Os Ensinamentos Secretos de todas as Eras” (1928)

 

Ao menos uma vez, um livro que realmente faz jus ao seu título. Publicado em torno 1928, consiste de cerca de 200 páginas largas; é considerado um opus magnum. Cada um dos aproximadamente 50 capítulos é tão denso de informações que é o equivalente de um livro inteiro curto. Se você ler este livro em sua totalidade, você estará em uma boa posição para mergulhar em temas como a Kabbala, Alquimia, Tarot, Magia Cerimonial, Filosofia Neoplatônica, Mistérios, Religiões, e a teoria do Rosacrucianismo e Maçonaria. Embora existam algumas partes questionáveis ​​e polêmicas do livro, tais como o material desatualizado sobre o Islã, há também a teoria da conspiração da história impulsionado por uma seita de elite! Por muitos anos esse livro só estava disponível no seu maior formato que além de raro de encontrar, é caríssimo. Mas graças ao Secret Texts, uma versão digital foi lançada! Vamos realizar essa tradução por etapas, hoje será o capítulo “Simbologias no Corpo Humano”!

Continuar lendo “Simbologias no Corpo Humano – “Os Ensinamentos Secretos de todas as Eras” (1928)”

Anúncios

“Cloud Upon The Sanctuary” – Nuvem acima do Santuário de Karl Von Eckhartshausen

Karl von Eckhartshausen (1752-1803) foi um místico alemão do Séc.18 que escreveu extensivamente sobre temas esotéricos. Em seu livro “Cloud Upon The Sanctuary”, ele fala sobre o misticismo cristão velado em código hermético.

Eckhartshausen foi brevemente um membro dos Illuminati da Baviera, mas saiu por motivos espirituais. Em seus manuscritos, ele menciona uma “Sociedade dos Eleitos”, que existe desde o início dos tempos, “A Igreja Celestial Invisível”.

Continuar lendo ““Cloud Upon The Sanctuary” – Nuvem acima do Santuário de Karl Von Eckhartshausen”

O Jardim do Eden ou o Paraíso Achado & Perdido (The Garden of Eden or The Paradise Lost & Found) por Victoria Claflin Woodhull 1890

Victoria Claflin Woodhull foi uma mulher do Séc.19, feminista, espiritualista e dedicada ao amor livre. Ela foi a primeira mulher a concorrer a presidência em 1872, a primeira mulher tradutora e revisora de livros e publicou a primeira edição americana do “Manifesto Comunista”.

Sua visão de que as mulheres deveriam ser livres para se casar e ter amantes com base na consciência, não na compulsão, a colocou em desacordo com outras feministas. . Ela foi condenada por enviar obscenidades através de artigos quando seu jornal publicou um escândalo sexual envolvendo dois pregadores proeminentes. Em seus últimos anos Woodhull mudou para a Inglaterra, casou-se com um banqueiro respeitável, após isso, dedicou bom tempo e grande esforço tentando voltar atrás sobre seu passado radical.

Continuar lendo “O Jardim do Eden ou o Paraíso Achado & Perdido (The Garden of Eden or The Paradise Lost & Found) por Victoria Claflin Woodhull 1890”