Compreendendo as Gunas, as Três Forças primordiais da Existência

“Sattva, Rajas, e Tamas, — são as Gunas. Ó poderosamente armado, nascido de Prakriti, ligado fortemente ao corpo encarnado indestrutível”. ~ Bhagavad Gita, capítulo 14, Verso 5.

Toda matéria natural é uma ação recíproca das três forças fundamentais ou “gunas” – sattva, rajas e tamas. Essa é a lei de Prakriti ou a natureza, onde as gunas são parte de Prakriti. E é a natureza de tudo – desde o átomo ao elemento, desde a planta ao animal, ao não-vivo e vivo, tudo que se é conhecido nesse mundo, tangível e intangível, é a manifestação das gunas em suas variadas formas. Continuar lendo “Compreendendo as Gunas, as Três Forças primordiais da Existência”

Anúncios

A influência da Filosofia Védica na Teoria de Energia Livre de Nikola Tesla

 

A ciência trabalha melhor quando em harmonia com a natureza. Se uníssemos ambos conhecimentos, descobriríamos novas possibilidades, mas que só poderão vir quando a consciência do homem estiver pronta para abraçá-la. Um exemplo é a Energia Livre (free energy/FE), também conhecida como “energia do ponto zero”, que utiliza substâncias que existem ao nosso redor e as converte em energia usável. Isso nos daria uma fonte ilimitada de energia, o que provavelmente ajudaria a acabar com muitos problemas.  Continuar lendo “A influência da Filosofia Védica na Teoria de Energia Livre de Nikola Tesla”

Pranayama: Aprendendo a arte da respiração equilibrada

 

“A vida é um equilíbrio entre reter e deixar ir” ~ Keith Urban

O equilíbrio é a verdade nua e crua da natureza e esse quote acima fala especificamente da respiração. Como diria um grande Yogi, nós somos a respiração que inspira & expira, a linha tênue entre o quanto retemos e o quanto soltamos, cria o equilibrium necessário. Esse equilíbrio que nasce junto com o ser,  é difícil de alcançar na vida diária, mas a antiga técnica do controle da respiração, o Pranayama, pode ser útil para alcançar este equilíbrio. Continuar lendo “Pranayama: Aprendendo a arte da respiração equilibrada”