Compreendendo os Chackras e os 7 Veículos Dimensionais de Expressão

Através do tempo e dos macetes e ilusões da Matrix (também conhecida como Consciência Oposta), a humanidade foi se esquecendo da conexão com a Fonte, e isso tirou muito da força de nossa divindade, o que deu ainda mais poder e controle para a Matrix. Continuar lendo “Compreendendo os Chackras e os 7 Veículos Dimensionais de Expressão”

Anúncios

A espiritualidade se tornou parte do seu ego?

“Uma vez que você despertar, você não terá interesse em julgar aqueles que dormem.” ~ James Blanchard

Continuar lendo “A espiritualidade se tornou parte do seu ego?”

A Arte de Perder o Controle: O Poder da Experiência Extática

“Só sei que nada sei” ~  Sócrates

Algumas pessoas podem pensar que perder o controle em uma experiência extática é o oposto de ser racional. Mas se considerarmos o fato de que nem sequer sabemos o que é a consciência, ou por que sonhamos, ou o que acontece depois de morrermos, ou até mesmo o que significa ser racional, podemos nos sentir tão humilhados por “não saber” , mas assumir que não se sabe é o que nos liberta.  Continuar lendo “A Arte de Perder o Controle: O Poder da Experiência Extática”

O que é o Tempo? A Teoria da Relatividade e o Calendário 13 Luas

 

Esse tal de tempo que passa lento mas às vezes correndo, de um jeito que mal vejo se não estou atento aos momentos. Os momentos que compõe o tempo ou o tempo que compõe os momentos? É um paradigma, de fato.

O que é o tempo? O que percebemos como tempo? Como definimos e marcamos o tempo? Continuar lendo “O que é o Tempo? A Teoria da Relatividade e o Calendário 13 Luas”

Pensamentos

allan

“Nós vivemos em uma cultura totalmente hipnotizada pela ilusão de tempo, na qual o chamado presente é sentido como uma pequena linha entre o ‘todo poderoso’ passado causativo e o ‘absurdamente importante futuro’. Não temos presente. Nossa consciência está quase completamente preocupada com memórias e expectativas. Nós não percebemos que nunca houve, há, ou haverá qualquer tipo de experiência além da experiência do momento.
Portanto, nós estamos fora de contato com a realidade. Nós confundimos o mundo como ele é falado, descrito, e mensurado com o mundo do modo que ele na verdade é. Nós estamos doentes com uma fascinação pelo uso das ferramentas de nomes, números, símbolos, sinais, conceitos e ideias.”

— Alan Watts