A Vida é Viva – Encontrando Inspiração no Mundano

“Não pergunte o que o mundo precisa. Pergunte o que faz você ganhar vida e o faça, porque o que o mundo precisa é de pessoas que estão vivas. ” ~ Howard Thurman Continuar lendo “A Vida é Viva – Encontrando Inspiração no Mundano”

Anúncios

Farmacologia, Química e Terapêutica Hermética – “Os Ensinamentos Secretos de Todas as Eras” (1928)

Após um tempo, voltamos com a tradução desse maravilhoso livro “Os Ensinamentos Secretos de Todas as Eras” de 1928 de Manly P.Hall, que reúne conteúdos incríveis de simbologia e estudos do ocultismo. Hoje, traduzimos o capítulo sobre Farmacologia, Química e Terapêutica Hermética. Bora estudar e expandir ❤ Continuar lendo “Farmacologia, Química e Terapêutica Hermética – “Os Ensinamentos Secretos de Todas as Eras” (1928)”

7 Cristais para o Desenvolvimento Espiritual

Nossa natureza espiritual é tão importante quanto a psicológica. Não importa se acredita ou não na vida após a morte, se está lendo esse texto é provável que se tenha pelo menos algum tipo de crença sobre a sua natureza espiritual, sua alma e o propósito da sua existência. Continuar lendo “7 Cristais para o Desenvolvimento Espiritual”

A Arte de Perder o Controle: O Poder da Experiência Extática

“Só sei que nada sei” ~  Sócrates

Algumas pessoas podem pensar que perder o controle em uma experiência extática é o oposto de ser racional. Mas se considerarmos o fato de que nem sequer sabemos o que é a consciência, ou por que sonhamos, ou o que acontece depois de morrermos, ou até mesmo o que significa ser racional, podemos nos sentir tão humilhados por “não saber” , mas assumir que não se sabe é o que nos liberta.  Continuar lendo “A Arte de Perder o Controle: O Poder da Experiência Extática”

Mestre ou Desastre: A Arte de Viver entre a Mente e Não-Mente

 

“Um caminho espiritual genuíno não evita dificuldades ou erros, mas nos leva a arte de fazer erros despertos, trazendo-os para o poder transformador do nosso coração.” -Jack Kornfield

Seu ego é um instrumento, uma ferramenta, o mecanismo de alavancagem primitivo do self. Alguns até dizem que é o self. Ele está lá para equilibrar (mestre) ou dissociar (desastre) a nossa energia única, com a energia primordial do cosmos. É para sempre o meio de conexão e desconexão, de apego e desapego, dividida entre finitude e infinito. Quando o ego está sendo usado para dissociar, sua energia é co-dependente e é dividida entre o lamacento passado e o estar ansioso sobre o futuro.

Continuar lendo “Mestre ou Desastre: A Arte de Viver entre a Mente e Não-Mente”