A Cura das Plantas Sagradas – Medicina Xamânica e a Nova Ciência

Em nossa era moderna, todos nós somos tocados de uma forma ou de outra por algum tipo de doença mental, direta ou indiretamente. Depressão, ansiedade, estresse pós-traumático e uma lista cada vez maior de transtornos psicóticos e vícios são hoje desenfreados em nosso mundo industrializado moderno. Continuar lendo “A Cura das Plantas Sagradas – Medicina Xamânica e a Nova Ciência”

Anúncios

Índios vigilantes lutam para proteger a Amazônia

5_Brazil’s-forest-villagers-Illegal-Loggers

Armados com arcos e flechas, espadas, rifeis e agora também com GPS e câmeras, a tribo Ka’apor se recusa perder suas terras para madeireiros ilegais. Deixados apenas com promessas vazias do governo, os nativos passaram a se encarregar da “conservação natural através de confrontos agressivos”. Continuar lendo “Índios vigilantes lutam para proteger a Amazônia”

A Inevitável Revolução

 

Os tambores da vitória vão soar! Estamos agora a presenciar o despertar da humanidade florescer. Diversos protestos, retalhações massivas contra corrupção, tirania, contra os falsos ideias do sistema em todo o mundo. E o mais importante, estamos vendo movimentos coletivos gerando soluções para nossa atual forma de vida. Continuar lendo “A Inevitável Revolução”

Soa Soador por Tico Perkuteria

 

Há um tempo atrás fuçando nesse emaranhado de dados que é a Internet, encontrei algo que nunca havia visto antes, e muito legal por sinal, um novo instrumento! Criado e idealizado pelo percussionista brasileiro Tico Perkuteria, o Disco Soador! É um tambor metálico que tem de 9 a 13 teclas e saem os sons mais harmoniosos que você poderá ouvir em toda sua vida.

O instrumento é intuitivo e fácil de ser tocado por pessoas de qualquer idade, com qualquer nível de conhecimento musical, ótimo para meditação e criação!  Especial para quem ama música e novas experiências. Fabricado pelo próprio Tico Perkuteria, o instrumento te dá muita liberdade de criar, soar… Continuar lendo “Soa Soador por Tico Perkuteria”

As civilizações da Amazônia

 

Img. 1: Urna funerária feita de cerâmica, artefato complexo da fase marajoara, na Ilha de Marajó.

O aumento demográfico das populações amazônicas na época da Pré-História tardia, combinado a outros fatores, suscitou grandes transformações entre as sociedades indígenas da Amazônia. As sociedades que habitavam regiões da bacia amazônica passaram a se organizar de forma cada vez mais elaborada entre o ano 1000 a.C. e o ano 1000 d.C. . Os arqueólogos definem estas sociedades como “cacicados complexos”. Essas sociedades tornaram-se cada vez mais hierarquizadas, constituíram chefias centralizadas na figura do cacique, e adotaram posturas bélicas e expansionistas. O cacique, além de dominar amplos territórios, organizava continuamente seus guerreiros visando conquistar novos territórios. A cerâmica dessas sociedades era altamente elaborada, demonstrando um domínio de técnicas complexas de produção. Havia urnas funerárias elaboradas (associadas ao culto dos chefes mortos), comércio e os indícios arqueológicos apontam uma densidade demográfica de escala urbana nessas civilizações. Acredita-se que a monocultura era praticada, além da caça e da pesca intensivas, a produção intensiva de raízes e o armazenamento de alimentos.

Continuar lendo “As civilizações da Amazônia”