As Necessidades Espirituais ao Morrer: Uma Perspectiva Budista

Introdução
============

Ao discutir as necessidades espirituais ao morrer no Budismo, em primeiro lugar, precisamos considerar vários pontos-chave:

Obter uma compreensão da brevidade e preciosidade da vida considerando o que pode ajudar a nós mesmos e aos outros ao mesmo tempo da preciosidade da morte.
Considerando o que se passa após a morte.
O conceito budista da mente. Continuar lendo “As Necessidades Espirituais ao Morrer: Uma Perspectiva Budista”

Anúncios

Os Cinco Guerreiros Espirituais da Alma em Ascensão

“O caminho do guerreiro espiritual não é suave e doce. Não é artificialidade em ser feliz e fingir que perdoa. Não tem medo de sua própria sombra. Não tem medo de não agradar quando fala sua verdade.

Continuar lendo “Os Cinco Guerreiros Espirituais da Alma em Ascensão”

As vidas passadas de trabalhadores da luz e como curá-las

“Estamos sempre conectados a todas as vidas que vivemos e viveremos. Elas são parte do nosso caminho, nossa natureza e nossa herança. ”~ Mira Kelley

Espiritualmente falando, estamos vivendo nos momentos mais emocionantes e transformadores da evolução da humanidade. O que torna este tempo na história tão diferente dos anos passados é que estamos passando por uma ascensão como um planeta, e individualmente uma porção maior do que nunca da população está começando a despertar para quem realmente somos. Continuar lendo “As vidas passadas de trabalhadores da luz e como curá-las”

Compreendendo os Chackras e os 7 Veículos Dimensionais de Expressão

Através do tempo e dos macetes e ilusões da Matrix (também conhecida como Consciência Oposta), a humanidade foi se esquecendo da conexão com a Fonte, e isso tirou muito da força de nossa divindade, o que deu ainda mais poder e controle para a Matrix. Continuar lendo “Compreendendo os Chackras e os 7 Veículos Dimensionais de Expressão”

“O Portão de Ouro do Sol” – Arquitetura, Misticismo e Mitos (1892)

Hoje iniciamos a tradução de um incrível livro de 1892 que descreve o simbolismo do mundo real da arquitetura fazendo um paralelo usando a arquitetura para descrever a ficção, o mito e o folclore. “Arquitetura, Misticismo e Mitos” foi escrito por William Lethaby, que acredita que a arquitetura é um reflexo do macrocosmo. Ele especula que muitos dos detalhes aparentemente apenas ornamentais de edifícios clássicos na verdade são representações de aspectos da terra, do mar e do céu. Este é um daqueles livros como o Golden Bough ou a Deusa Branca (embora mais curto e com uma leitura menos desafiadora) que irá transportá-lo para o lado mito hipotético da realidade.

Vamos começar pelo capítulo VIII,  “The Golden Gate Of The Sun”. Continuar lendo ““O Portão de Ouro do Sol” – Arquitetura, Misticismo e Mitos (1892)”