Os Totens Animais dos 13 Tons Galácticos

Olá, seja bem vindo a mais um artigo aqui do Grande Jardim. Neste post, falaremos sobre os Totens Animais que estão associados aos 13 Tons Galácticos do Calendário da Paz de 13 Luas e 28 Dias (Tzolkin). Caso você não esteja familiarizado com esse calendário, recomendo a leitura desse outro artigo aqui do site: O que é o Tempo? A Teoria da Relatividade e o Calendário 13 Luas. Mas, de forma resumida e introdutória o Calendário de 13 Luas é um instrumento sincrônico e harmonioso que foi criado para substituir o Calendário Gregoriano de 12 meses (utilizado pela maior parte da nossa sociedade).

O conhecimento desse calendário maia faz parte de um sistema matemático, numerológico, geométrico, astrológico, psicológico e poético. Ao unificar matemática e poesia, as relações energéticas entre as coisas começam a ser compreendidas. Parte do princípio de que a a Terra demora 365 dias para dar uma volta completa ao redor do Sol, que nominamos como ano, ou, nas 13 Luas, de Anel Solar. Enquanto nosso planeta percorre esse trajeto, a Lua dá exatamente 13 voltas de 28 dias ao redor da Terra. Os 28 dias também marcam o ciclo menstrual das mulheres. Uma das bases desse conhecimento é que nada está sozinho, nada é por acaso, as coisas expressam exatamente o que são. (fonte: Tzolkin)

Nesse calendário, também temos o nosso “signo“, mas aqui é chamado de Kin ou Assinatura Galáctica que é expressa em um Tom Galáctico e Selo Solar pessoal. Caso você queira descobrir o seu, acesse: Calculadora Kin.

Então, no Calendário da Paz de 13 Luas e 28 Dias (Tzolkin), entramos em contato, mensalmente, a cada lua, (mês) com a energia, a força protetora e ancestral de determinados animais Totem. Cada “Tom” traz um animal correspondente, que dá o nome a cada lua, por exemplo: tartaruga cósmica. Nas explicações dos tons do Calendário Maia.

1º TOM: O Morcego traz o Tom Magnético. É o Tom do Propósito. “Atrai e inicia a execução de alguma meta”. representa a fonte da criação, a essência indivisível do todo. Representa a fonte da criação, a essência indivisível do todo. Para os astecas, nos rituais de Toltec e Tolucan, o morcego é a criatura mais sagrada e simboliza para os xamãs a morte do ego.

2º TOM: O Escorpião traz o Tom Lunar. É o Tom do Desafio. “Precisamos crescer para vencermos obstáculos. O desafio é algo que o fortalece e que expande seu potencial e sua espiritualidade”.  O Tom Lunar nos ajuda a ver que é a luz que cria a sombra, e que ambas fazem parte da dualidade. Escorpião simboliza a morte, renascimento e transformação, muito parecido com as serpentes que trocam de pele constantemente, quando a forma de vida já não o sustenta ou não representa sua busca interior. 

3º TOM: O Veado marca o tom Elétrico. Esse é o Tom do Serviço. “Serviço é a expressão da nossa gratidão por viver e aprender neste Planeta. Tenha consciência de quando está servindo, você serve à luz e ao Coração Único”. O Tom Elétrico representa a trindade sagrada de todas as manifestações. O veado simboliza a força de virtudes como a cura, a gentileza, o amor, a fecundidade e a espiritualidade. Seus galhos na cabeça também representam os diversos caminhos que podemos escolher em nossa vida.

4º TOM: A Coruja traz o Tom Auto Existente. É o Tom da Forma. “A forma ideal emerge quando entregamos nosso propósito e desejos ao Plano Maior e nos tornamos receptivos e confiantes em relação à forma que é canalizada através de nós.” Para muitos povos a coruja simboliza i mistério, inteligência, sabedoria e conhecimento, a reflexão, o conhecimento racional e intuitivo. Também fala do equilíbrio necessário para expandir a consciência.

5º TOM: O Pavão marca o Tom Harmônico. É o Tom da radiação. “Radiação é a qualidade de irradiar a partir do centro, expandindo a própria essência e energia para que possa ser percebida de longe.” Chamada de Ave do Paraíso, suas penas da cauda significam a capacidade de transmutação de nossa energia de densa para elevada, e os ocelos das penas na cauda simbolizam a onisciência divina, os olhos que tudo veem. O tom cinco nos chama para conexão com nossa verdade e para que irradiemos esse conhecimento.

6º TOM: O Lagarto traz o Tom Rítmico. É o Tom da Igualdade. “Equilíbrio orgânico significa que a vida está sempre crescendo, evoluindo e transformando. Trabalhe com a sua mente para nutri-la com energias que a equilibrem, levando-a a um estado de cooperação com o espírito. Esse totem animal nos aponta a ideia de adaptabilidade. Possui a característica de ficar longos períodos de tempo expostos e imóveis ao sol, símbolo do êxtase contemplativo. Também fala da humildade e a procura da luz.

7º TOM: O Macaco traz o Tom Ressoante. É o Tom da Harmonização. “Preste atenção à ressonância de pessoas, lugares, situações, pensamentos, emoções, conversas e veja com o que se sintoniza, para perceber o que alimenta o seu espírito.” O Tom Rítmico é o tom da organização e do equilíbrio. Toda a vida na Terra é influenciada pelos ritmos das combinações dos movimentos celestes, incluindo os ritmos do nosso corpo. O macaco nos convida à astúcia, agilidade, ambição, diversão, inteligência e lealdade para viver os ciclos.

8º TOM: O Falcão marca o Tom Galáctico. É o Tom da Integridade. “Desenvolva uma relação de integridade com seu espírito – comprometa-se a viver a sua verdade, e será um modelo para os outros. Eu vivo aquilo em que acredito”. O falcão vê de longe, por isso é considerado um símbolo ascensional em todos os planos. A integridade é decorrente do conhecimento de si mesmo e de um senso de reverência por toda a vida. Significa fazer o melhor, mas também aceitar as suas imperfeições humanas, harmonizando os dois aspectos. 

9º TOM: O Jaguar traz o Tom Solar. É o Tom da Intenção. “Desenvolva a força de suas intenções, pois o único bloqueio à manifestação é não ter uma intenção clara, não ter desejos claros. Seja claro a respeito de onde vem e para onde vai, depois aja de modo à chegar lá, com suas intenções como guia”. Já viu o tamanho do salto que o jaguar dá? É sempre de cabeça erguida. Esse totem representa o poder, elegância e a ambição de seguir sempre em frente.

10º TOM: O Cachorro marca o Tom Planetário. É o Tom da Manifestação. “O importante é ser um manifestador consciente. Com consciência você pode acessar a liberdade e o poder para expressar suas capacidades plenas. Manifeste o que plenifica, o que alimenta sua alma e lhe dá uma sensação de sucesso, satisfação e auto amor”. Todo o mundo manifestado é na verdade a imaginação concretizada. O cachorro, tanto na filosofia chinesa quanto na maia, é um símbolo do amor incondicional, que vem até nós para ativar o amor e colocá-lo em movimento. É o poder de viver com o coração. Símbolo de lealdade, fidelidade, lei e justiça.

11º TOM: A Serpente traz o Tom Espectral. É o Tom da Liberação. “Liberte-se de todas as fronteiras, crenças, estruturas e limitações. Acredite que tudo é possível, que você existe em um universo ilimitado. Dissolva todas as formas-pensamento de derrota e hábitos que lhe tirem o poder. Deixe ir ou abra mão de qualquer coisa que o impeça de fazer brilhar a sua luz”. Esse Totem Animal é capaz de tirar suas velhas peles e transmutar, carregando a grande lição do deixar ir.

12º TOM: O Coelho marca o Tom Cristal. É o Tom da Cooperação. “A cooperação é impossível quando você é rígido ou deseja controlar os resultados. Coopere com todas as situações da vida, sendo aberto e fluido. Torne-se um Eu mais expandido. Integre as experiências da vida e os novos horizontes com fluidez.”. Esse Totem Animal têm a ver com questões como vulnerabilidade, fertilidade, desejo e procriação. Pela mesma razão, o coelho é um símbolo perfeito da fertilidade e da primavera: uma nova vida, novos começos, crescimento.

13º TOM:  A Tartaruga traz o Tom Cósmico. É o Tom da Existência. “Transcende. Marca presença. Presença é o fio que conecta tudo na vida. A presença da vida é o que todos compartilhamos, a Força Vital universal que une todas as coisas. A presença do espírito. A presença do amor. A presença do seu Eu Cósmico. Esteja presente em todos os momentos. Rejubile-se na possibilidade de transcender todas as limitações e perseverar através das ondas da vida – estar totalmente presente durante toda a sua duração”. Esse Totem Animal é tão mágico e cósmico que aparece em muitas culturas: para os japoneses, a tartaruga é símbolo de felicidade, sorte e imortalidade. No Xamanismo, a simbologia da Tartaruga, como animal de Poder, está associada à Mãe-Terra, à longevidade e à proteção.

~*~

Ahoo!! Que estudo belo. A partir dos Tons que irradiam da Fonte podemos compreender as nuances luminosas e sombrias da vida, de nossos caminhos como indivíduos e humanidade. Viva o tempo, o orixá mais antigo que existe.

Que essa sabedoria chegue até aqueles que a buscam, que traga profundidade no seu dia a dia. Afinal, conhecimento é bom, mas só se torna sabedoria quando passamos a manifestá-lo em nossas vidas.

Artigo: YanRam aka @divina.massagem. Fonte: Tzolkin e Livro “Mandala Holística” de Maria da Glória Oliveira Santos.

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s