Compreendendo os Chackras e os 7 Veículos Dimensionais de Expressão

Através do tempo e dos macetes e ilusões da Matrix (também conhecida como Consciência Oposta), a humanidade foi se esquecendo da conexão com a Fonte, e isso tirou muito da força de nossa divindade, o que deu ainda mais poder e controle para a Matrix. Mas agora a luz divina está se ativando em nossos corações mais uma vez, a alma humana está se curando e através da ativação da nossa chama interior, estamos nos lembrando dessa conexão plena com a Fonte. Estamos canalizando essa luz através do nosso ser e para o mundo que está começando a quebrar a antiga realidade baseada no medo. É hora da humanidade se ajoelhar e se levantar; sair desta intervenção limitadora ao iniciar o ser divino. Mas como isso funciona? Como podemos ressuscitar os dons divinos?

Os Sete Veículos Dimensionais de Expressão

Somos seres multidimensionais que se estendem aos mais altos níveis de consciência. A alma humana flui para baixo através de planícies vibracionais de existência sempre decrescentes, como um riacho que desce em cascata da Fonte; através do que podemos chamar de “Fluxo Toroidal” Universal.

O fluxo da nossa alma interage com as diferentes dimensões em vários pontos de consciência (conhecidos como chakras), onde a “Consciência da Unidade”, a alma, flui para a “Consciência de Separação”, os veículos corpóreos. O propósito primordial é iniciar os atos divinos de criatividade – “Ação Correta” – os atos pelos quais experienciamos quem realmente somos. Ao trazer atenção consciente para esta informação, você pode redirecionar sua energia – através da consciência interna – como reativar seu humano divino…

7. Espírito-Corpo de Luz (merkaba): o corpo de luz-espírito foi projetado para receber a consciência da alma através do Chakra da Coroa para alinhar o nosso ser com a atividade dimensional correta, alinhada com o nosso propósito superior.

Através do corpo de luz-espírito, a alma tem a capacidade de agir simultaneamente através de múltiplos planos de consciência. Ela nos interconecta com todas as outras vidas sencientes e é capaz de se harmonizar com a intenção co-criativa de outras almas dentro de nossa esfera de influência. Nosso propósito divino poderia estar canalizando na luz harmoniosa do Reino da Quinta Dimensão para o qual estamos ascendendo; poderia estar neutralizando a consciência oposta no reino da quarta dimensão para impedir a interferência distorcida; alternativamente, poderia estar trazendo presença absoluta para a Terceira Dimensão, para cumprir a atividade criativa. Assim, o corpo de luz do espírito ilumina a luz de nossa alma interdimensionalmente.

6. Corpo Celestial: o corpo celeste atrela e armazena os reflexos de nossa alma através das incontáveis vidas que experimentamos. Seu objetivo é nos ajudar a alinhar com nossos verdadeiros aspectos de existência.

A luz brilhante da alma é recebida em seguida no Chakra do Terceiro Olho, que “olha” para o mundo exterior, comparando o que vê com os reflexos da alma no corpo celeste. Quando a alma percebe seu próprio brilho, ela nos ajuda a alinhar e desdobrar os aspectos do estado de ser mais autênticos de nós; nos acomodamos em nosso ritmo, por assim dizer, daí vem os sentimentos de completa autoconfiança, auto-aceitação e contentamento. Quando podemos nos notar manifestados no mundo exterior através de nossa própria reflexão interna autêntica, é quando estamos verdadeiramente vivos.

5. Mente Superior: do ser autêntico surge a criação autêntica. O propósito da mente superior é harmonizar-se com o fluxo divino de sincronicidade e iniciar a “Ação Correta” alinhada com o universo.

Através do poder do corpo celestial, temos notado como estar dentro do mundo externo e agora é o momento de experimentá-lo através da ação criativa. Essa força está atrelada ao Chackra Laríngeo, o ponto de energia de expressão por meio da fala. Nesse estágio, o impulso criativo é bastante abstrato e indefinido; o propósito é mais sobre a intenção criativa, e co-criação com outra vida consciente, ao invés de uma criação real em si. A alma agora age através da mente superior, reunindo “elementos da consciência” em um fluxo direcional de Ação Correta, como nuvens rodopiantes no céu.

4. Corpo Causal: o corpo causal é onde o nosso “karma” é mantido. É a causa da nossa encarnação, define a agenda para as nossas experiências de aprendizagem com base nos apegos e experiências criativas que precisamos para evoluir.

Enquanto a alma ilumina seus raios de luz criativa através dos veículos superiores, nosso karma lança sombras de apego através dos corpos inferiores e em nossa experiência externa. O corpo causal (também conhecido como corpo energético) atrai e manifesta exatamente as condições corretas para desvendar as experiências de aprendizado necessárias para nossa evolução e está associado ao Chackra Cardíaco. Aqui somos convidados a confrontar e dissolver as nuvens obscuras do karma pelo cumprimento da “Ação Correta” sem julgamento. Percebemos essa influência direcionadora como um impulso através do Centro do Coração – “este é o caminho a seguir agora”.

3. Mente Inferior: a mente inferior é projetada para receber, interpretar e processar o conhecimento canalizado do mais alto através de nossas habilidades clarividentes, clariaudientes e inteligentes (psíquicas).

Então agora nós sabemos o que fazer, a questão é como fazer isso? Se a nossa ação autêntica e criativa não se desviar do caminho, as energias de coletadas são passadas para o nosso subconsciente ou “mente inferior”, associado ao Chackra do Plexo Solar. A mente inferior nos ajuda a “ligar os pontos” dentro do tecido co-criativo. Através das habilidades clarividentes, clariaudientes e conscientes da mente inferior, notamos ritmos e padrões de sincronicidade em nossa “paisagem da consciência” e temos visões claras da “vestimenta” a ser criada. À medida que a Ação Correta entra em cena, momento a momento, torna-se claro o que estamos sendo convidados a fazer e como fazê-lo.

2. Corpo emocional: o corpo emocional constrói a energia, paixão e convicção em torno de nossos comportamentos para trazer a nossa Ação Correta criativa em manifestação.

O processo criativo reuniu agora o tecido certo para a nossa criação, mas agora tem que ser entrelaçado em forma para se manifestar. A alma agora utiliza o corpo emocional  (Chackra Sacral) para reunir mais elementais da consciência e tece a emoção em torno do ato criativo. Ele fornece uma paleta multicolorida de experiência que traz a roupa para a vida. Faz a realidade ilusória parecer muito real, produzindo um significado e sentido de propósito para a vida. No entanto, uma vez que a ação criativa tenha se concretizado, a trama da peça deve se desenrolar rapidamente, para que algo além possa ser criado. Não é saudável nos apegarmos às emoções pois construímos identidades em torno delas.

1. Corpo Físico: o corpo físico fornece o veículo final para trazer o processo criativo e descendente para a expressão plena; fornece a experiência da separação – de uma coisa em relação a outra.

Finalmente, a trama de elementais de coleta da alma toma forma em torno do nosso veículo final de expressão criativa – o corpo físico. Como o mestre tecelão, nosso cérebro lê o padrão que foi criado através de nossos veículos corporais superiores e então orquestra uma sinfonia mágica de atividade através de nossas bilhões de células materiais. O corpo físico finalmente traz vida à ação criativa experimentada na miríade de possibilidades físicas e humanas (Chackra Raiz). O corpo físico é um espelho multifacetado de maior intenção criativa. É a joia da coroa; quando funcionando como projetado, torna a ilusão da realidade real.

Mas por que a maioria das pessoas não experiencia o Ser humano natural dessa maneira?

A Matrix: Um Sistema de Controle

Nós vivemos em um sistema de controle. Nossas mentes inferiores, corpos emocionais e físicos são superestimulados com constante distração desarmoniosa. Os marketeiros corporativos, os governos e os poderosos constroem estilos de vida antinaturais propagados constantemente através da TV, jornais, rádio e outras mídias. O campo de energia circundante é bombardeado com interferência eletromagnética através de telefones celulares, satélite, microondas e WiFi. Nossa comida é propositalmente infundida com substâncias viciantes; açúcar processado, cafeína, corantes artificiais, pesticidas, hormônios e OGM (organismos geneticamente modificados). Nossa água está contaminada com nitratos da cadeia alimentar industrial e das chamadas drogas “medicinais” que acabam sendo constantemente recirculadas em nosso sistema de água. Parece que nossa sociedade foi perfeitamente configurada para dessensibilizar e condicionar as almas a se conformarem aos padrões mais baixos de comportamento.

A casa média tem campos elétricos residuais e constantes devido ao uso excessivo de aparelhos eletrônicos. A maioria das casas está repleta de produtos químicos tóxicos usados para limpar e desinfetar o que, na verdade, danifica e reduz nossa sensibilidade energética. O mesmo pode ser dito para os poliésteres artificiais e outros compostos à base de óleo usados para fazer nossas roupas. O efeito geral é criar comportamentos condicionados e viciantes na mente inferior e no corpo físico que então prendem, fragmentam e dissipam o fluxo da alma em contínuas e repetitivas “correntes parasitas”. Assim, a alma que flui para baixo é truncada no plexo solar – nossa mente inferior – e, assim como o software em um computador, formam-se teias neurais de comportamento no cérebro que prendem a alma a uma persona do “falso eu”. Esse falso eu então cria um estilo de vida mais baixo que pode ser prontamente controlado pela Agenda de Intervenção/Consciência Oposta. Tão perfeito é esse sistema de controle, que muitas pessoas que despertam são deixadas com a inevitável conclusão de que ele foi projetado e perpetuado dessa maneira para escravizar as pessoas.

Então, como nos libertamos e voltamos à autenticidade mais uma vez?

A Mudança para a Consciência Superior

Depois de séculos de encarnação e de nos perdermos nesse drama artificial, estamos recebendo uma oportunidade. Uma poderosa onda de consciência superior está começando a se ativar no coração das pessoas. Esta “Consciência Crística”, como alguns a chamam (embora não de natureza religiosa), foi enviada para libertar aqueles que estão prontos para sair do labirinto. Essa energia funciona soando uma nota – uma vibração que ressoa e, portanto, amplifica o som de nossa alma, para que ela possa ser ouvida mais uma vez acima do ruído externo da sociedade. A Consciência Crística ajuda a reconectar-se com a unidade de toda a vida e a biblioteca cósmica de todo o conhecimento. Isso ajuda a reativar o fluxo natural. Então, o que podemos fazer no nosso dia-a-dia para facilitar o fluxo máximo dessa consciência evolutiva? Como podemos fornecer o solo interno mais fértil para as sementes germinarem e crescerem?

1. Rendição

Esteja absolutamente claro que o ÚNICO jogo que está acontecendo no universo é a auto-realização e que nós podemos finalmente nos render e tomar parte ativa nesse jogo ao invés de tentar convenientemente ignorá-lo enquanto ele joga conosco! Portanto, aceite que TODOS os eventos, acontecimentos e circunstâncias têm apenas um propósito … descobrir nossa completude absoluta – nosso “absoluto” – além de todas as circunstâncias. Perceba que o objetivo do jogo é ser completamente livre dentro de tudo que acontece.

2. Torne-se o “Observador”

O próximo passo é tornar-se o Observador de nós mesmos em todas as atividades, eventos e circunstâncias. Percebemos onde perdemos nosso temperamento; onde nos tornamos tensos por causa do comportamento de outras pessoas; onde podemos culpar o outro pela realidade que estamos criando; onde nossos apegos a algo em particular nos levam a agir de maneira previsível. Quando percebemos isso, em primeiro lugar, é importante apenas observá-lo, aceitar a responsabilidade por ele, mas não nos julgar. Desta forma, já estamos começando a nos libertar. Também é importante contemplar e utilizar técnicas para recuperar o lugar do Observador quando o perdemos, o que inevitavelmente acontece no começo. Pode ser um exercício de respiração profunda, por exemplo, uma meditação de visualização ou um mantra de algum tipo. Algumas pessoas acham particularmente proveitoso colocar lembretes estrategicamente em casa ou em seu ambiente de trabalho; “Deixe ir” por exemplo.

3. Abra o coração

Em seguida, precisamos abrir ainda mais o coração, sintonizando as experiências que geram o sublime sabor da unidade divina; os sentimentos como leveza, expansividade, intemporalidade e paz infinita. Então, a chave é seguir as experiências que nos dão alegria, tanto quanto possível – “o que faz o nosso coração cantar” – até estarmos sintonizando consistentemente ao longo do dia. Enquanto estamos na experiência, ainda é fundamental estarmos observando a nós mesmos. Por isso, pode haver alguns momentos de respiração profunda em nossa mesa, ao caminhar na hora do almoço admirando a beleza natural ou trabalhando no jardim; qualquer que seja a atividade, a chave é estarmos observando a nós mesmos em nossa intenção e movimento.

4. Siga a tração interna

Quando o coração se abre, começamos a notar a ordem sincrônica natural das coisas e uma atração interior à “Ação Correta”. Às vezes, essa atração pode ser sentida como uma energia através do chakra do coração; às vezes, é um simples conhecimento interior de que “isso é o que devo fazer agora”. Nesse caso, nos beneficiará sempre responder a essa atração. Ele nos guiará a eventos, circunstâncias e experiências que proporcionam uma oportunidade de expressar um “dom divino de ser” e expor padrões de comportamento condicionados formados a partir de um apego a um resultado desejado. Estas são “distorções” do ser autêntico, muitas vezes criado pela sociedade e fazendo com que fiquemos tensos, preocupados, zangados ou frustrados.

5. Lide com as distorções e comportamento aditivo

A chave para lidar com as distorções é perceber que cada uma oculta um dom divino de ser e, em última instância, revela isso. Assim, por exemplo, alguém pode fumar porque lhes dá a sensação de plenitude relaxada; podemos beber porque nos faz sentir mais sociáveis e confiantes; podemos nos consolar ao comer porque nos dá a sensação de contentamento. Alternativamente, podemos ficar preocupados, estressados ou tensos em torno de questões específicas, porque achamos que precisamos de um resultado específico. A chave para superar tal condicionamento é ir para dentro, respirar profundamente, estabelecer-se na pausa grávida antes que o momento nasça, encontrar nosso senso de completude interior e então abrir espaço para um ato autêntico de ser surgir naturalmente. Isso não é de modo algum uma coisa fácil de se fazer, mas quanto mais praticamos, mais nos damos conta que cada momento oferece uma escolha em preto e branco: ceder ao condicionamento ou se entregar à alma. Desta forma, nos tornamos os mestres do nosso próprio destino.

6. Levante nossa vibração energética

Isso pode ser alcançado regulando a densidade das vibrações que trazemos para o corpo, limitando assim os estímulos que aumentam nossa taxa metabólica interna. Por exemplo, se comemos alimentos densos e processados poluídos com toxinas, então o corpo tem que trabalhar mais para processá-los e o esforço extra engole a consciência. Ou se nós poluirmos nossas mentes com muita confusão ou com a negatividade causada pelo julgamento freqüentemente, então nós deixamos nosso interior tenso. A tensão interna também é aumentada pelo excesso de tempo no computador, pelo uso excessivo de aparelhos elétricos e pelas toxinas químicas usadas em materiais de limpeza doméstica. A chave é organizar nosso ambiente de vida como ferramentas para também elevar nossa vibração energética.

7. Conduza prática espiritual regular

Vivemos em um mundo que nos sensibiliza e, portanto, é de suma importância que nós restabeleçamos o equilíbrio conduzindo uma prática espiritual regular como por exemplo, a meditação diária. Tradicionalmente, a meditação é tida como sentar-se calmamente na quietude, mas também pode acontecer durante o movimento diário ou com a respiração consciente. O essencial é que começamos a abrir, limpar e harmonizar o sistema de chackras. Isso infunde a luz da alma através do nosso ser, reativando assim os Sete Veículos Corporais da Expressão. Também tal prática libera endorfinas poderosas no corpo que neutralizam a energia de intervenção. Eles corrigem o equilíbrio interno, ajudando-nos a encontrar maior harmonia e paz para podermos reativar o divino fluxo descendente criativo.

Esta abordagem acabará por levar a um processo que chamamos de “ressurreição” da existência divina.

A Ressurreição

Quando nos conectamos verdadeiramente com a alma e a experienciamos através dos sete veículos corpóreos, é como voltar para casa. O que quer que esteja acontecendo no drama externo, nos sentimos como se estivéssemos “no meio do caminho”. Sentimos nossa união com toda a vida. Sentado em um banco do parque, observando a luz que cintila através das folhas, de repente, assume um significado muito mais profundo. Você se vê subindo nas térmicas da vida. Um anseio toma conta para retornar à nossa verdadeira natureza; Estamos prontos para nos afastarmos do condicionamento da sociedade e encontrar a verdade – para ativar o humano divino dentro de você. Quando você começa a infundir a alma através da meditação, você será levado a uma jornada mágica de recordação, de desintoxicação, cura e rejuvenescimento. Os Sete Veículos Corporais são purificados, reativados e re-energizados – em resumo eles são “ressuscitados”. Você re-adquire essas habilidades tão tragicamente tiradas de você. Mais uma vez você assume uma forma multidimensional; uma realidade expandida muito maior se torna sua verdade.

~*~

Estudo incrível feito por Open para Wake Up World. Traduzido por YanRam para O Grande Jardim.

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Leia também:

Anúncios

Sobre YanRam

Capricorniana, com a cabeça nas nuvens e o pés na terra. Parte do mistério do Multiverso. Eterna aprendiz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s