Fractal e a cultura Africana

ba-ila-africa-fractal-design-of-the-village
Vista aérea da Vila Bai-La no sul de Zambia mostra padrão fractal

Os fractais são parte da natureza, são parte de nós. Inegavelmente, fractais também influenciaram diversas culturas, antes mesmo do computador ser capaz de gerá-los automaticamente – nós já tínhamos consciência deles – desde a arquitetura dos templos indianos até as estruturas das aldeias indígenas africanas onde o fractal é expressado em sua arquitetura, tecidos, arte e religião.

De acordo com Ron Eglash, professor universitário e autor de “African Fractals: Modern Computing and Indigenous Desing” (tradução livre: “Fractais Africanos: moderna copilação e desing indígena”) diz que essas criações não são apenas inconscientes e intuitivas, mas também partes de recursos e descamação da terra que existe no sistema de conhecimento antigo indígena africano.

Arquitetura

Muitas vilas, construídas por várias gerações, sem ninguém específico no comando resultou na formação de um intrincado padrão fractal como um todo.

african-fractals
O padrão fractal da Vila Bai-La

Como no sul de Zambia, a Vila Bai-la foi desenhada com enormes anéis. Cada extensão dos anéis, onde se formam os círculos são as casas de família. Perto do portão principal são os locais de armazenamento de pequeno porte, e movendo-se em torno do anel, os locais se tornam habitações progressivamente maiores, até a maior, a casa do pai, em frente ao portão. Assim, de frente para trás as medidas gradientes equivalem ao status da casa. Na parte de trás da casa de cada família é o altar doméstico.

É um anel de anéis em estado gradiente. Aumentando com o tamanho da frente para trás, refletida em todas as escalas do assentamento. A relação do chefe da tribo é descrita pela palavra “kulela”, que significa “curandeiro e aquele que acalenta”. Ele é como o pai da comunidade, e essa relação é ecoada por todos e os laços espirituais em todas as escalas, e é estruturalmente mapeado através da arquitetura auto-similar.

Eglash começou esta pesquisa na década de 1980, quando ele notou os padrões marcantes do fractal em fotos aéreas de assentamentos africanos. Ele explica isso de forma mais ampla no vídeo a baixo. – Clique em legendas, traduzir legendas, Português; 

mokouleklarge
Mokoulek – estilo fractal africano

“Nas montanhas Mandara na região de Camarões, vivem várias etnias se auto referem como ‘Kirdi’. Seu design fractal ”Mokoulek” com pequenos silos circulares e celeiros circulares maiores em espiral dentro de três grandes recintos de pedra, que fazem outro espiral a partir de um ponto central que é a parte quadrada.

Há um tipo de receita ou algoritmo que determina como o sistema expande para acomodar o crescimento. É determinada pelo conhecimento do rendimento agrícola. Esta medida do volume foi convertido em números de silos e estes foram arranjados em espirais. O design não é simplesmente uma questão de adicionar celeiros de forma aleatória, mas sim a expansão de um processo quantitativo e deliberada.”

Cultura
gods-of-cyclic-change-fractals-africa
deuses africanos são representados em formas cíclicas

Não apenas na arquitetura, mas fractais  também são vistos em tecidos, esculturas,  máscaras, ícones e cosmologias religiosas  africanas. Na Etiópia, fractais podem ser vistos  em cruzamentos de ruas (com uma iteração  três vezes) e também nas igrejas de Lalibela.

Imagens fractal são usadas em religiões africanas para mostrar deuses com os maior e o menor poder espiritual. Deuses que representam padrões cíclicos ordeiros (como Nummo em Mali e Dan em Benin) tendem a ter menor poder. Os deuses associados com o poder da vida (tais como Nyame em Gana, Mawu em Benin) têm maior poder.

braided-hairstyle-african-fractal
estilo fractal capilar

O mesmo princípio de construção com base em uma forma fractal pode ser aplicada à concepção de “Cornrow” ou penteados trançados. Os africanos têm utilizado a técnica dos fractais para criar belos e intrincados penteados já há um longo tempo, trançando iterações.

Mesmo seus cobertores que são tecido principalmente de pêlo de camelo, tem uma história interessante. Para os que são tecidos para casamentos, os tecelões dizem que o cobertor tem energia espiritual tecida em cada padrão e que cada iteração sucessiva mostra um aumento nesta energia. Eles acreditam que, se o trabalho pára no meio (onde o padrão é mais denso e, portanto, a energia espiritual é o maior) haverá o risco de morte. Assim, o casal tem que manter os tecelões acordados até a finalização do cobertor, dando-lhes comida e nozes de kola.

african_blanket_microscope
cobertor fractal

O foco Africano nos fractais enfatiza suas próprias prioridades culturais: ele pode até mesmo ser ouvido em sua música poli ritimica (ritmos simultâneos semelhantes em diferentes escalas).

É surpreendente como fractais desempenham um papel vital na formação do tecido de nosso universo, não é só presente em plantas, árvores, nuvens, montanhas, rios, etc., mas o seu presente em antigas civilizações em todo o mundo que imitam nosso projeto cósmico!

Fontes: fractalenlightenment + referências

Tradução: NM

Até mais! 😉

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Anúncios

2 opiniões sobre “Fractal e a cultura Africana”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s