Evidência do Campo de Força – Vida emerge de matéria inanimada

razy
Essa é a primeira imagem à distancia das formas de vida biológicas que surgiram em um frasco desprovida de substâncias.

Há pouco tempo atrás foi descoberto que a poeira-espacial contida no espaço é rica em material orgânico e DNA, e ela está em todos os lugares. As bactérias existem em abundância no espaço, o que faz alusão ao seu campo de origem misterioso, que leva materiais inanimados a um espiral à vida orgânica.

Esta é uma teoria que tem sido falada já faz algum tempo, e era desacreditada até que o Dr. James Strick publicou sua experiência em seu livro: Faíscas da Vida. Em inglês, “Sparks Of Life”. Através de experiências, ele conseguiu demonstrar a geração espontânea de vida a partir de matéria inanimada. Em seu livro, ele discute os inúmeros experimentos em que material inanimado se manifesta espontaneamente dentro de um recipiente hermeticamente fechado, contendo nada além de água purificada e areia da praia.

A areia e água eram amostras coletadas do oceano, mas antes de começar o experimento, ambos materiais foram aquecidos pela iluminação branca para assim, matar todas possíveis bactérias que poderiam estar dentro do recipiente anteriormente.Vale lembrar que este procedimento é o mesmo que os médicos e os cientistas usam para esterilizar seus instrumentos e materiais antes de realizar a cirurgia ou outras experiências científicas. É um procedimento que esteriliza completamente o material, e o tubo foi selado a vácuo, por isso não havia absolutamente nenhuma chance de que qualquer material orgânico entrar no vidro.

Esse estudo foi publicado com um título um pouco longo:  “Ultra-estrutural e Microscopia de Luz”, analisa a formação de SAPA BION e crescimento in vitro. James Strick escreveu sobre isso em Sparks of Life, e este artigo foi originalmente publicado pelo Dr. Ignacio Ochoa Pacheco. SAPA significa pacote areia, e BION significa formas de vida que emergem como luz espontaneamente num determinado meio.

Após 5 dias de experimento, eles olhavam para o que flutuava na parte superior da água e observaram vários tipos de pequenas criaturas que estavam crescendo neste ambiente não-vivo. Aqui está a primeira foto, você consegue ver? Até se parece com um cérebro com dois lóbulos, idênticos em cada lado.

MICROGUY1

Essa segunda foto é ainda mais legal! Lembra uma folha ou semente que se parecem com as quais surgem da vegetação do mar.

microguy3

A foto abaixo é da mesma bactéria que a de cima, porém em zoom. Pode-se notar uma bela organização celular, isso deixa claro que é um organismo biológico vivo.

microguy2

Mais uma vez, outro organismo complexo que gerou seus próprios espinhos em torno de si como um mecanismo de defesa para que nada possa vir e comê-lo. rss

microguy4

E esse, talvez o mais emocionante de todos – aqui nós temos uma outra manifestação única, este rapaz parece ter uma boca! Gostaria de saber se ele também tem o outro lado ..?

microguy5

De onde veio esse DNA e (posteriormente) esta vida biológica? Como conseguiu emergir do tubo de ensaio? Isto é muito simples – o DNA que está crescendo dentro de tubos de ensaio, provavelmente, o primeiro DNA que já existiu, o DNA que cresce no espaço, o DNA que cresce dentro de um vulcão, tudo surgiu em ambientes onde não era para ter (supostamente) qualquer organismos vivos.

Uma coisa sobre como isso funciona em relação às moléculas… Imagine que existem apenas uma linha reta de moléculas espalhadas ao redor, e que o campo de torção sempre permeando tudo à sua volta, como se pegasse as moléculas e as girassem em padrões que o campo de torção já tem. Muito parecido com um ímã, torcendo-as em um padrão único. Podemos observar o campo de origem ou da física quântica, como o chama – o campo unificado, como um campo grande dominante que abrange tudo e todos ao seu redor, estas experiências começam a fazer sentido.

spiraloflife-224x300Sabemos que a espiral base do DNA tem todos os aspectos da regra de ouro de Fibonacci. Isso é em toda a natureza, nas formas de conchas Nautilus, todas as plantas e até mesmo os nossos próprios corpos. Isto sugere que a proporção do Pi é a característica fundamental da onda, e que o DNA está a emergir a partir do campo da criação Pi que está a fluir através de todo o espaço e tempo.

Muito obrigado por lerem!

Fonte:  The Source Field Investigations by David Wilcock

Tradução: NM

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s